Empresa não cumpre requisitos e São Manuel aguarda novas ambulâncias

Sem um planejamento de renovação da frota municipal, a cidade de São Manuel viu seus veículos serem sucateados e em muitos anos, gastos milionários com manutenção, não foram suficientes para mante-los em boas condições. Chegamos ao cúmulo de ter de emprestar ambulâncias de cidades vizinhas como Pratânia e Botucatu (sorte a nossa que estas cooperaram).

Segundo a prefeitura, durante os últimos meses a manutenção preventiva dos veículos de uma maneira geral da frota municipal deixou de ser realizada a contento e no momento, isto vem ocasionando sérios problemas, principalmente, no transporte de pacientes, já que tem dia que somente uma ambulância está apta a prestar este serviço.

Para evitar maior vergonha, o prefeito Ricardo Salaro encontrou uma linha de crédito em instituição financeira da ordem de até R$ 2 mi (dois milhões de reais), onde pretende comprar quatro novas ambulâncias e outros veículos necessários para a recomposição da frota municipal. Esta autorização para contrair o empréstimo foi aprovada no início do mês pela Câmara Municipal.

Até que a licitação seja concluída (se tudo der certo, em meados de outubro), mesmo não concordando, os vereadores entenderam ser necessário o aluguel de ambulâncias. O prefeito optou por alugar três e assim que as novas cheguem, estas seriam devolvidas.

Como nem tudo na vida são flores, a prefeitura também precisou fazer uma licitação para definir qual a empresa que alugaria os veículos a municipalidade, e a vencedora, quando chamada a disponibilizar as mesmas, não cumpriu as especificações do edital, fazendo assim, com que fosse frustrada e expectativa de te-las trabalhando pela população ainda na primeira semana de junho.

Agora que a prefeitura desclassificou a primeira colocada, a segunda será chamada, e o contrato na melhor das expectativas, deve ser assinado até 15 de junho.

Algumas emendas parlamentares foram anunciadas para a compra de ambulâncias, mas até o momento, somente uma encontra-se disponível, no valor de R$ 100.000,00, mas que vai exigir uma contrapartida do Município da ordem de R$ 70.000,00, para que uma nova ambulância possa ser adquirida.

Gostou? Compartilhe e ajude mais pessoas a ter informação!
0

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *